As mortes de Eli e da viúva de Finéias

(I Samuel 4:12-22)

Depois que os filisteus levaram embora a Arca, um homem da tribo de Benjamim saiu correndo do acampamento de Ebenézer e só parou ao chegar em Siló. Chegou com as roupas rasgadas, todo sujo, e tratou de espalhar pela cidade as más notícias. Eli estava na porta da cidade, sentado em sua inseparável cadeira. Preocupado com a Arca, havia se postado ali para ser o primeiro a ver um eventual mensageiro vindo da frente de batalha, e portanto o primeiro a saber do que acontecera por lá. Só tinha um detalhe: Eli já estava com 98 anos de idade e completamente cego, então o mensageiro benjamita passou por ele sem que fosse percebido. Porém, o velho notou que havia algo muito errado quando ouviu choro e gritos cada vez mais altos na cidade.
— O que está acontecendo aqui?
O mensageiro ouviu sua voz e reconheceu o velho sacerdote. Veio falar com ele:
— Seu Eli, eu fugi da batalha e vim correndo até aqui, sem parar nenhum instante.
— Hum… E o que aconteceu por lá?
— Ai ai… Não sei como contar isso ao senhor.
— Deixe de frescura! Sou velho mas ainda sou homem, cáspita. Não me esconda nada!
— Hum. Tudo bem. Seguinte: O povo de Israel fugiu dos filisteus. Foi uma derrota vergonhosa.
— MEU DEUS! Péssima notícia, rapaz, péssima notícia! Agora entendo sua preocupação, não consigo imaginar nada pior do que isso.
— Er… Então melhor ir tentando imaginar, seu Eli…
— Por quê?
— Porque eu ainda não acabei.
— Aconteceu alguma outra desgraça? O que poderia ser pior do que uma derrota para os filisteus?
— Ah, sei lá. A morte de seus filhos, por exemplo.
— HOFNI E FINÉIAS MORRERAM?
— Ou isso ou os abutres do deserto estão mais cegos do que o senhor…
— QUE DESGRAÇA! QUE DESGRAÇA!
— Desgraça? O senhor ainda não sabe da pior…
— HEIN? MEUS FILHOS MORRERAM, O QUE PODE SER PIOR DO QUE ISSO, SEU MEQUETREFE?
— Os filisteus levarem a Arca embora…
— O QUÊ? A ARCA? A ARCA? A ARCA? A AAAAAAAAaaaaaaaaaaaaaaa…
Descontrolado diante de tanta notícia ruim num pacote só, Eli ficou muito agitado e sua cadeira caiu para trás. Ele já estava velho, como já foi dito, e também muito gordo. O velho sacerdote quebrou o pescoço na queda, e morreu em seguida, depois de quarenta anos como líder em Israel. Uma das mortes mais ridículas da Bíblia, convenhamos.
Nesse mesmo dia, a mulher de Finéias estava sentindo as dores do parto de seu primeiro filho quando soube que o marido, o cunhado e o sogro estavam mortos, e que a Arca da Aliança estava nas mãos dos filisteus. A comoção foi forte demais. A parteira e outras mulheres que ali estavam ainda tentaram animá-la, mostrando-lhe o filho recém-nascido. Ela não se interessou, e não disse nada. Mas deu ao menino o nome de Icabô. Algumas traduções da Bíblia grafam Icabode ou ainda Ichabod, mas eu acho Icabô melhor, porque é bem próximo do significado original, em hebraico: Ih! Cabô a glória em Israel.

Ok, perdão. Voltemos.

A viúva morreu em seguida, desgostosa com as péssimas notícias. Javé prometera acabar com a família de Eli e, como acabamos de ver, tratou logo de cumprir sua promessa.

Diga aí

13 comentários

  1. É icabô mesmo… impressionante. (preciso parar de usar essa palavra)….hummmm

    Vejamos como será a reciprocidade de Javé.

  2. Ichabod pode ser traduzido também com Desgraça.

    O povo de Israel era uma beleza, o muleque acaba de nascer não sabe nem o que tá acontecendo e já ganha um nome lindo desses.

    Vai seu desgraça…

    aiuahiuahiuah

  3. Mas o Icabô sobreviveu? Então a raça do Eli não acabou….

    E eu acredito na possibilidade do Samuel ser filho ilegitimo do Eli. Essa história de mulher (verdade que a Biblia diz que não estava bêbeda, só que parecia estar) bêbeda que topa com um homem no templo, depois ela tem um filho, depois esse homem passa a cuidar do menino, depois o menino fica sendo herdeiro do homem… História esquisita, essa. Bom, eu não quero acusar ninguém, vou ficar com a dúvida.

    1. Samuel nao era filho de Eli, seus pais eram Ana e Eucana. Ana estava amargurada, magoada, triste e chorava muito por ser estéril, entao Ana estava no templo e orava ao Senhor em voz baixa apenas mexendo os labios no templo, quando Eli se aproxima e deduz que ela estivesse bebada. como disse Ana nao estava alcoolizada, mas abatida de espirito!
      Deus ouvindo as oracoes de Ana lhe concede um filho com seu marido Elcana e lhe poe o nome Samuel que significa “ouvido de Deus”. Eli era um sacerdote, ana fez uma promessa a Deus que se Deus a concedesse um filho que ela o entregaria a Deus, para ser sacerdote enquanto Samuel vivesse. e assim foi. Eli morreu e Samuel foi o sucessor, pois os filhos de Eli haviam morrido na guerra.

Diga aí!