Só mais um post e já vou dormir

Mas que coisinha mais safada o disquinho novo do Los Hermanos, hein?
(que venham as hordas!)

92 thoughts on “Só mais um post e já vou dormir”

  1. pois é rapaz, não gostei muito também não, saudades do Ventura e principalmente d’O Bloco Do Eu Sozinho, eles estavam numa linha muito fina que divide o rock alternativo da mpb, e nos outros discos eles se mantiveram nessa linha, nesse novo acho que eles erraram a dose, mas mesmo assim to querendo ir no show deles.

  2. talvez os artistas devam desistir de lançar mais de dois álbuns. Qualquer terceiro já vai ser meio questionado, o quarto, apedrejado; no quinto, vão reivindicar que a gravadora faça alguma coisa em relação a isso. Álbum de um mesmo é que nem seqüência de filme: se for mais de um, só vai servir para ressaltar a qualidade dos anteriores.

  3. Bom dia!

    Acho LOS HERMANOS uma banda safada. Chata pra cacete. De um tosco messianismo. Não me surpreende que também este o seja.

    PAZ!
    AMOR!
    ALEGRIA!

    João Carlos

  4. Que alívio ouvir vc dizer isso. Uma verdadeira merda, o disco.

    Ô, Marco, divulga aí o endereço daquele clip maravilhoso. Essa mulecada que freqüenta seu blog merece assistir a algo tão bonito.

    Abs

  5. É… Também tiva o desprazer de ir com a sede ao pote ouvir o novo cd e me dei mal.
    Me empolguei achando que seria como o Ventura ou o Bloco…

    Rafael, comentei com meus companheiros de trabalho e minha irmã a mesma coisa. Que porcariazinha de clipe…

    Abraços… Paulo Pops!

  6. Não deu pra ouvir direito ainda, mas eu achei bem legal até onde eu ouvi. Mas eu sou fã de carterinha, então acho que sou suspeito pra falar.

    Mas que artista nunca lançou um cd ruim?

  7. Mulder:

    Os Beatles.
    Os Kings of Leon.
    Os Strokes.
    O Franz Ferdinand.
    O Chili Peppers.
    O Hurtmold.
    O Mundo Livre S/A.
    O Chico Science.
    Os Mutantes.
    O Pearl Jam.
    O Radiohead.

  8. vou dizer uma coisa, me cansei desse tipinho “rango-leve” que eles fazem.
    Los Hermanos é uma banda por demais cabeçóide, por demais auto-centrada e tem um nome de banda chata. é até um nome bom, mas denuncia a chatura dos meninos. cansei, cansei, e depois desse disco cansei de novo.

  9. Eu gostei. No início achei meio estranho, mas gostei bastante depois de um tempo. As vezes to sendo influenciado pelo reflexo dos dois outros discos e acabo achando esse bom também. Pode ser, mas to curtindo.

  10. Eu gostei. No início achei meio estranho, mas gostei bastante depois de um tempo. As vezes to sendo influenciado pelo reflexo dos dois outros discos e acabo achando esse bom também. Pode ser, mas to curtindo.

  11. huuum nao sei! é melancolico
    gostei muito da música O Vento
    mas ainda não escutei o cd todo de forma adequada para expressar uma opnião, seja ela positiva ou negativa
    veremos futuramente =}

  12. Qdo neguinho diz que “no começou achou estranho e depois passou a gostar” eu, não sei pq, tenho certeza de que ele comprou, não gostou, mas leu os cadernos culturais babando o ovo pra cima do disco vagabundo, colocou o rabo entre as pernas e resolveu dizer: gênios.

    Insisto: uma merda.

  13. Qdo neguinho diz que “no começou achou estranho e depois passou a gostar” eu, não sei pq, tenho certeza de que ele comprou, não gostou, mas leu os cadernos culturais babando o ovo pra cima do disco vagabundo, colocou o rabo entre as pernas e resolveu dizer: gênios.

    Insisto: uma merda.

  14. Porra, eu sabia que não podia ser o único. Quando ouvi duas músicas do CD e pensei “mas que merda, nesse os caras erraram a mão FEIO!”, sabia que tinha razão.

    Tentaram dar um passo muito maior do que as pernas. A coisa toda ficou presunçosa demais.

  15. Tomo a liberdade de remontar sua frase, Marco:

    Mas que coisinha mais safada que é Los Hermanos, hein?

    E, sim, que venham as hordas, legiões, encostos ou qualquer coisa do gênero.

  16. Jesus( integrante do Shaaman) é rock. Los Hermanos , não é rock. E segundo o que me consta , o que não é rock não presta! Aliás, algém aí vai ao show do Slipknot sexta??

  17. Fico aliviado. Gostei para cacete dos discoa anteriores e esse eu achei uma grande bosta… Nem as músicas do Amarante conseguiram escapare da depressão!

  18. rafael batata, voce vai me desculpar mas o pearl jam lançou uma bomba sim e seu nome e’ binaural. que MERDA de disco. no entanto, uma das minhas musicas preferidas e’ dele. essas coisas que acontecem… (acredite, voce nao vai conhecer ninguem tao doentemental por pearl jam quanto eu :B)

    e, marco, los hermanos ta uma bosta faz tempo. o ventura foi tipo um aviso “AE TAMO A FIM DE FAZER MERDA UHUU”. serio. mais de um ano que nao vou a shows nem nada, tao insuportaveis. ate um pouco fora do palco.

  19. Eu nunca achei Losermanos essa batata frita toda. Acho muito repetitivo. O Bloco do Eu Sozinho eu acho o melhor. Apesar disso, acho o Camelo um bom letrista.

  20. Nada contra ou a favor do Los Hermanos.
    Mas se Marcurelho só comenta do disco, ia todo mundo achar lindo, o Los Hermanos ia ser uma banda fenomenal… Como Marcurelho falou que o disco é “safado”, apareceu a horda de baba-ovos e concordaram: realmente, se Marcurelho falou, o disco realmente é uma bosta. Humpf!

    Garanto que metade desse povo tá se perguntando (como eu): “o Los Hermanos lançou disco”?

    Abraço, Marco!

  21. Nunca concordei tanto com você, marcurélio… ácho até que vc demorou pra descobrir que eles são uma bandinha pra lá de safada (e sonolenta)…

  22. Nunca concordei tanto com você, marcurélio… acho até que vc demorou pra descobrir que eles são uma bandinha pra lá de safada (e sonolenta)…

  23. Aê, Paulo Polzonoffffff, gosto pra kct de tudo o que vc escreve, mas por favor, não caia no erro de quase 90%dos críticos, de tentar decifrar o que os outros dizem. Tem uma porrada de disco que eu comecei sem gostar muito e depois mudei de idéia.

    Perigo é quando o cara começa a achar que conhece todo mundo, bota um mouse na mão e pensa: “Acho que sou um gênio”

  24. Porra, acabei de ouvir o CD com atenção e gostei muito. Eles mudaram (como sempre) nesse CD e acho que não tem nenhum problema nisso.

    O Importante é que eu vou (como sempre) me divertir muito no show deles.

  25. A única coisa relevante que esses merda pretensioso já fizeram na vida foi ANA JÚLIA e depois nunca mais! E nem vem falar que tu não gosta só porque escutou até enjoar e depois cuspir no prato que comeu! Pra fugir do “one hit band break” eles ficaram inventando umas de marquetear igual Radiohead, cabeçar com umas de “pseudo-investir na cultura nacional” com a merda do Eu Sozinho e por aí os desavisados foram engolindo e por diante. Comecem a sentir agora todo o gosto da merda que enalteceram um dia, moçada! E ANA JÚLIA é um verdadeiro clássico do pop rock (se é que existe isso…), zé finí.

  26. Calma lá Paulo Polzonoff Jr. Nem li nada a respeito não. Pode ser que seja costume de achar o cd bom já que os dois últimos foram tão legais. Mas vem cá, os críticos estão falando bem do cd?

  27. Sabe que até que a Horda está se comportando bem. Um ou outro comentário exagerado, mas estão bem contidos os rapazinhos.

  28. Ah, só um pouquinho, este lance de música é tipo filme. As vezes o cara não tá numa fase que ajuda a gostar daquilo. Quando eu vi central do Brasil pela primeira vez achei um filme meia boca mesmo com os críticos babando os ovos. Este dia eu vi novamente e aí sim eu disse: Gênio.

    Então, não me venha ler pensamentos por favor.

  29. Quem não gostou, parem de ir nos shows. Ficam mais vazios! zo/

    Achei lento demais, mas eu achava o Ventura um lixo musical anos atrás.

    Que seja.
    Eles continuam ganhando cachê.

  30. Pra começar banda com nome em castellano tem que se foder do primeiro ao quinto no brasil, pra terminar, que se foda essa bandinha muquirana…bando de filho da puta que acha que é intelectual e que usar bamba e all star os faz ser mais cultos!! Deviam tocar na festa de recepção do Severino cassado!

  31. É que pra entender obra de arte não é nada fácil. Los Hermanos teve a coragem de tirar de campo, aos 20 do primeiro tempo, o seu camisa 10 (os metais), que foi o principal jogador no “Ventura”. Mesmo vencendo, mudaram a tática, inovaram. De fato, eles não fizeram questão de serem vencedores. Pra mim (que fique claro que é minha opinião), o “4” é o melhor disco da banda e “Dois Barcos” é uma das melhores músicas que já ouvi.

  32. gostei muito do novo cd, na boa, sem essa de ficar achando “é melhor ou pior que os anteriores” – é original [dentro da carreira deles] e isso já é mérito pra qualquer artista. A preferida deste aqui é: “Pois é” e não o acho safado não, porque não enganou ninguém, pode ser escapista, vago, lento, melancólico, sombrio e até chato mas safado é q não. valeu e não sou de horda nenhuma ;)

  33. Eu gostei do disco. É mais pretencioso que os anteriores, porém não deixa de ser muito acima da média comparado com o que a gente ouve no “mainstream”.

    PS: É impressionante como as hordas sempre aparecem. Basta uma voz de comando, não é mesmo? Marco, está na hora de inventar uma religião, estou falando sério rs

  34. Marcelo Camelo é a nova Marisa Monte de barba. E como tal fez o seu caminho em direção à incompreensão artística. A pretenciosa nova geração intelectualóide da MPB adora. Nós, que gostamos de música, nos fudemos.

  35. Pros nossos ouvidos tão “treinados” a ouvir “Jota Quests” e “CPM 22’s” da vida, um disco novo, recheado de letras inteligentes q bebe no q de melhor existe na MPB, realmente pode soar safado. Se pra muita gente, um disco só presta quando do primeiro ao último acorde vc pode cantarolar a repetição tão cansativa da nossa música, esqueam o Los.. certamente o Blink 182 deve estar lançando um cd novo em seguida.. divirtam-se.

  36. Oque é bom? Cazuza?
    Adorei o CD novo… ouvidos ingratos os de vocês. Já tinha um perguntando do slipknot aih… me dói o coração quando leio isso… os metais não foram retirados.

  37. Tiago, “o que de melhor existe na MPB” é o quê? Ivan Lins? Lô Borges? Pense num mau gosto! Não é à toa que gosta desse disquinho safado do Los Hermanos.

    De resto, você deduz que, por não gostar do que você tanto louva, isso significa que eu (e os leitores que comigo concordam) somos ouvintes de Jota Quest, CPM 22 e outras nulidades. Isso só demonstra de forma inegável a sua profunda imbecilidade.

    Gustavo Ponto, sua perguntinha petulante e sem sentido não merece resposta. Vá dormir.

  38. Começou a baixaria. Com direito a horda de um lado e palavrinhas sublinhadas do outro pra realçar a raiva. Quer ver que na falta de assunto esse bate papo ainda vira um POST.

  39. Eu tenho que admitir que não gostei de primeira também. Mas, como diz o magrão ali em cima, posso ter sofrido uma lavagem cerebral. Então, agora, eu sou o único influenciável?

    De qualquer forma, melancólico. Eu gosto disso.

  40. Tiago:
    Quando eu disse que tirou os metais “aos 20 do primeiro tempo”, quis dizer que foi pouco usado (pelo que me lembro, foi usado em “Dois Barcos” e “Horizonte Distante”, que por sinal são as melhores do disco).

  41. Acho q imbecilidade é responder de forma grosseira o comentário de qq visitante. Se n consegues escutar uma opinião inversa a sua, nem deveria abrir espaço para as discussões, mas vamos lá:

    quando falo q eles “beberam no q de melhor existe na MPB”, quero dizer q eles ouviram muito Chico Buarque, como fonte de inspiração. As rimas quebradas e inteligentes de músicas como “Paquetá” demonstram a nítida inteligência musical dos caras, combinando ritmo gostoso com letra bacana.

    N tinha a intenção de ofender ninguém dizendo para escutarem o próximo disco do CPM22. Ele apenas serviu como uma metáfora para a repetição e a mesmice da nossa música. Como n retrucar quem critíca uma das únicas bandas q ainda possui o q s pode chamar de “vida inteligente” dentro da nossa música? Se vc n curte um bom álbum como esse, d q vc gosta então?

    Espero q n se ofenda.
    Abraço.

  42. “(…)quero dizer q eles ouviram muito Chico Buarque, como fonte de inspiração. As rimas quebradas e inteligentes de músicas como ‘Paquetá’ demonstram a nítida inteligência musical dos caras, combinando ritmo gostoso com letra bacana.”

    Tiago, cara, quando tu falou isso eu lembrei logo de uma banda: Mclusky, e sua musiqueta “lightsabre cocksucking blues”.

    Tem tudo isso ai que tu disse, mas só que sendo música pra homem, em vez de Chico Buarque.

    Abraços,

  43. A partir do momento que se entra no campo do preconceito de qq espécie fica difícil de discutir.

    “Tem tudo isso ai que tu disse, mas só que sendo música pra homem, em vez de Chico Buarque.”

    Se Chico Buarque é música de viado, eu me assumo como gay agora, pois o cara é gênio.

    Esse teu comentário foi horrível Dêniel. Foi a mesma coisa q dizer q n gosta de hip-hop pq é música de “negão”. Foi preconceito puro. D quebra tu ainda quis mostrar teu glorioso conhecimento musical, citando uma banda q ninguém conhece.

    Abraço.

  44. Eu ainda não ouvi o novo disco deles. Em geral eu gosto da proposta da banda, que é esse rompimento com essas convenções idiotas do que é rock, samba, etc.

    O Marcelo é um bom compositor. Gosto da maneira como ele brinca com a forma e as palavras. E musicalmente, acho a banda interessante.

    Mas são poucos os artistas que conseguem que todos os seus discos sejam excelentes.

  45. O Marco faz uns POSTs assim só pro primeiro visitante desavisado comentar e ele poder descer os cachorros no cara. É uma forma de descontar a raiva, algum exercício que a psicologa dele mandou fazer. Eu sei porque uma vez o meu mandou eu chingar um Chuchu. Reclame com um Chuchu Marco, é mais saudável. Pelo menos para nós visitantes do Blog.

  46. Não sou de entrar nessas discussões bobas de comentário. Mas esse Dêniel, com escrita diferente e tudo, poderia ser menos preconceituoso.

    Alguém que critica Chico Buarque, que por si só é verbo instransitivo, não merece crédito algum. Alimentar o que ele escreve é alimentar a idiotice dele.

    Desculpem-me por escrever essas coisas aqui. Mas todo mundo tem o direito de expressar sua opinião, como fez muito bem o Marco, falando do novo disco do LH.

    Mas ofender diretamento quem gosta de um artista ou outro, é muita imaturidade. Ainda mais se tratando do Chico, que é GÊNIO sim. E se quiser, Dêniel, com escrita diferente e tudo, sinta-se a vontade para me chamar do que quiser. Isso não vai tirar minha admiração pelo Chico, tampouco sua genialidade (caso você não entenda de pronomes: sua = a genialidade do Chico).

    P.S.: ouvindo agora “O Meu Amor – Chico Buarque”.

  47. Bem influenciado por “Abbey Road”, você-sabe-muito-bem-de-quem. Mas achei válido. Isso mesmo, eu disse válido.
    :/

    beijos

  48. Muito provavelmente o caro autor deste renomado sítio de vulgaridades envolvendo a Bíblia Sagrada deve preferir grupos mundanos q estimulam a fornicação precoce dos imberbes brasileiros, a exemplo do grupo Calypso, q lembra KY, ambos produtos lançados pelo Senhor da Mentira num momento de inspiração alucinógena. Viva Los Hermanos, a melhor banda gospel da América Cristã ! Eu próprio ministrarei o seu processo de excomunhão qdo JESUS voltar vestido numa fantasia de luxo, digna do saudoso Clóvis Bornai.

  49. ããã?

    que q esse conan tah dizendo, meu Deus!!!

    Ae pra todo mundo que falou mau dos los heramnos

    Amarante é jóia

  50. Na minha opinião eles gastaram tudo o tinham em “O Vento” que é maravilhosa, mas é a única.

    O que houve no 4 foi o sumiço da música, da melodia, restando apenas um pouco de poesia e estranhesa.

    e sono, muito sono…
    ZZZ…

  51. Eu comprei, ouvi e gostei. Muita gente estranhou e não gostou.

    Muita gente gostou apenas de algumas músicas, achando o resto tudo lixo.

    E todos estão certos. Disco não é pra agradar a todo mundo.

    Eu ainda prefiro uma banda que é criticada e elogiada na mesma proporção. Uma banda que erra e acerta é muito melhor do que uma que repete a fórmula anterior até a sua completa exaustão.

    Quer um disco que lhe agrade 100%, faça o seu!

  52. Tudo bem Marco Aurélio? Eu quase te chamei de marcurélio, mas como você mesmo lembra (com razão) que seus leitores não tem intimidade com você apesar de lerem o seu blog.
    Mas fica essa impressão por causa do tom pessoal que você usa, inclusive nos posts bíblicos.
    Falando em post Bíblico, finalmente você arrumou um outro personagem depois do Moisés, que é o Salomão.
    Também fiquei chateado com a morte do Moisés e de vez em quando lembro daquele “você é um deus cruel, Javé.”
    Mas não é só para te parabenizar que estou escrevendo.
    É para realçar o absurdo da situação: o seu post do acidente teve 16 comentários até o momento em que escrevo, enquanto o da banda chulé teve 91. É, os imbecis são maioria. Bizarro.
    Outra coisa: depois de tanto ler o seu blog, fiz um para mim, e o link está aí em cima. Culpa sua, viu? Acabei gostando desse negócio de blog lendo o JMC e tive a audácia de colocar você como favorito lá no blog. Nem tem tanto post assim.
    O globolog é uma merda, nem dá para fazer nada e tudo o que pode é difícil que nem a porra.
    Eu sei, eu sei, cabo de enxada no cu de quem pede link.
    Tô pedindo link não.
    Aliás, pode rejeitar este post.
    Era só para comentar a bizarria da quantidade de posts e falar do meu blog.
    Realmente, depois de ter lido quase todo o seu blog, fica a impressão de te conhecer há séculos.
    Acho que deveria ter te mandado isso por email. Agora já foi.
    Grande Abraço,
    Anderson Claudino

Diga aí!