Doze homens, Outro Segredo e Uma Perna Mecânica

Eu deveria prestar mais atenção no que diz o Daniel. Se, por exemplo, eu tivesse levado a sério esse post, não teria gastado meu dinheiro no ingresso de Ocean’s Twelve. Como é que se consegue fazer uma seqüência tão ruim para um filme tão bom quanto é Ocean’s Eleven? Bom, talvez o fato de o primeiro ter um original em que se basear.
Enfim, não vou falar muito do filme: tem seus bons momentos, é engraçado, tem homens para todas as mulheres e tem Catherine Zeta-Jones para todo mundo. O que eu achei do filme é bem parecido com o que escreveu o Daniel. O que me chamou a atenção, no entanto, foi a música que toca no começo e no final. A letra era em italiano, mas aquela melodia me era muito familiar. Fui procurar agora lá no IMDB e lá está: trata-se mesmo de Sentado à Beira do Caminho, de Roberto e Erasmo Carlos, numa versão italiana chamada L’Appuntamento. É, junto com Zeta-Jones, o melhor do filme.

14 thoughts on “Doze homens, Outro Segredo e Uma Perna Mecânica”

  1. então não vá ver ‘alexandre’ também. oliver stone desconstruiu o mito transformando o grande num chorão. um cara que aos 27 anos já dominava 90% do planeta conhecido jamais poderia se dar ao luxo de ser um conflituosozinho da estrela. na verdade, eu já suspeitava que o filme era ruim, só fui assistir mesmo porque o alexandre é meu xará e porque o colin farrell é uma graceeeeeinha. :~

  2. Po tem tambem o carinha jogando capoeira…mó propaganda tupiniquim meu…

    Vi este filme sábado no UCI e sai com a sensação de perda de 2 horas da minha vida…sem contar a baita dor nas costas por causa daquelas merdas de cadeiras do UCI.

  3. Eu ainda por cima paguei 11 reais e uma mega pipoca do cinemark, por um filme que mal valeria o preço de uma mídia podre pra guardar em divx. Decepcionante. O pior foi o ladrão passando pelos lasers imitando o filme a armadilha

  4. O pior foi que eu li que o Sondemberg achou o segundo filme tão bom que já planeja uma continuação. O problema, segundo ele, é contar uma história tão boa quanto as dos dois primeiros. O segundo filme é uma bosta tão grande que uma amiga, que estava assistindo comigo, saiu na metade por não aguentar. E eu, só resisti, porque queria diminuir a impressão de dinheiro jogado fora. O pior: assisti no dia da estréia.

    (agora, se vc quiser discutir “Closer”, aí são outros quinhentos…)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>