Promessas de Deus a Davi 13

Your ads will be inserted here by

Google Adsense.

Please go to the plugin admin page to set up your ad code.

(II Samuel 7)

Com a Arca de volta a Jerusalém, Davi pensava em seu próximo ato de governo. Sabia que nesse começo era crucial ter visibilidade, para assim obter bons índices de popularidade. Pensou numa guerra, mas seria precipitado: com a expulsão dos filisteus, Israel não sofria mais nenhuma ameaça dos países fronteiriços. Pelo contrário: as relações com os vizinhos havia muito não eram tão harmoniosas. O negócio, então, era pensar em grandes eventos, como fora o cortejo da Arca até a capital, ou em grandes obras, como a do palácio. Pensando nisso, Davi falou ao profeta Natã, espécie de consultor espiritual independente:
— Natã, eu tava aqui pensando… Não é justo que eu more nesse bruto palácio, todo de cedro, enquanto a a Arca do Acordo fica lá naquela barraca.
Compreendendo que o rei se referia à construção de um templo, Natã entusiasmou-se. Ser monoteísta já fazia de Israel uma nação muito estranha, e ter uma tenda como lugar de adoração, tanto tempo depois do nomadismo, só aumentava essa estranheza. Então foi com alegria que respondeu:
— Ah, majestade! Faça o que quiser, Javé está do seu lado.
Era isso mesmo o que Davi queria ouvir, portanto ficou muito feliz com a resposta do profeta. Só havia um detalhe: Natã expressara aprovação sem consulta prévia a quem tinha autoridade para autorizar ou não. Então a surpresa de Natã nem foi tão grande quando chegou em casa, acendeu a luz, e se deparou com Javé sentado em sua poltrona predileta.
— QUE PORRA FOI AQUELA QUE VOCÊ FEZ, NATÃ?
— Hum. Porra? Que porra?
— NÃO SE FAÇA DE BESTA, SUA BESTA! QUEM DISSE QUE EU QUERO QUE DAVI ME CONSTRUA UM TEMPLO?
— Bom. Er… Olha, eu só pensei que seria uma boa idéia e tal…
— E EU TE PAGO PRA PENSAR?
— …
— Humpf. Agora cê vai voltar lá e desmentir essa baboseira. Vai dizer ao Davi que eu estou há muito tempo viajando e morando numa tenda, e que isso me agrada. Nunca morei em nenhum templo, nem pedi a Moisés, Josué, Samuel ou qualquer outro desses caras que construísse um. Gosto de morar em barraca. É mais fresco, dá pra fumar meu baseado sem dar bandeira, enfim, é muito legal. Templo, bah!
— Mas, Javé… O rei vai ficar chateado com isso.
— Hum. É, isso é. Pô, mas você também não vai chegar pro cara dizendo “Olha, Javé falou pra você não construir templo nenhum”.
— Ué. Não?
— NÃO, PORRA! Tem que ser com tato. Pra começar, relembre a ele que eu o tirei lá do meio das ovelhas, das cabras, do cheiro de bosta, e o fiz rei de Israel, o que não é pouca merda. Estive sempre a seu lado e dei a ele vitória sobre os inimigos.
— Lá isso é…
— Pois então! Com isso você já dá uma amaciada no cara. Aí começa a parte das promessas. Saco, odeio fazer promessas… Bom, diz lá pra ele que eu o farei muito famoso, tanto quanto os maiores líderes do mundo, e também que Israel viverá em paz daqui por diante. Que ele terá muitos descendentes, que um filho dele será rei depois que ele morrer, e que esse filho, sim, vai construir um templo. Assim ele sossega o rabo com esse negócio de construção.
— Legal, legal… Qual dos filhos, hein?
— Ah, sei lá! É um pior do que o outro, tenho que escolher um ainda. Acho que vou ter que decidir num bingo, não sei. Seja como for, diz pra ele que esse futuro rei será como um filho para mim, e que toda sua descendência será de reis.
— É só?
— SÓ??? NÃO FOSSE A SUA CAGADA DE FALAR PRA ELE CONSTRUIR TEMPLO, EU NÃO PRECISARIA PROMETER TANTA COISA!
— …
— VAI EMBORA!
— Mas… Mas…
— O QUÊ?
— É minha casa…
— Hum. Ah, é. Então EU VOU EMBORA! TCHAU!
— Eu te acompanho até a… Vixe, sumiu.
Depois dessa conversa um tanto tensa, Natã nem parou para pensar: só deu meia-volta e retornou ao palácio, onde deu a Davi o recado de Javé.
O rei, porém, era um tanto cético, o que fica bem claro quando vemos como ele tratava a estola sacerdotal, ou na falta de cuidado que tivera na primeira tentativa de transportar a Arca. Sendo assim, ficou muito feliz, mas achou que seria bom confirmar tantas promessas. Então foi até a tenda para falar com Javé. Postou-se atrás do véu que ocultava a Arca e fez sua prece:
— Ó, Deus de Israel, como o senhor é bom! Puxa vida, eu nem mereço tudo o que o senhor tem feito por mim, e ainda sou surpreendido com promessas de bênçãos maiores ainda para o futuro. Ah, é muito para mim, Javé! Não há ninguém como o senhor, agora eu percebo, e nenhuma nação como Israel, libertada para ser seu povo. Tirou o povo do Egito e o trouxe até aqui, varrendo do mapa os seus inimigos. Eu fico sem palavras, Javé, sem palavras! Que negócio impressionante!
Até aí, nada de mais: Davi apenas praticava a antiga arte oriental da bajulação. Mas isso era apenas uma introdução para o verdadeiro golpe:
— É por saber que o senhor é tão bom, tão maravilhoso, tão supimpa, que eu lhe peço que confirme suas promessas. Natã me falou tudo aquilo e eu fiquei besta, Javé, besta! “Como é possível?”, eu pensava. Ah, Javé, cumpra tudo o que o senhor prometeu que vai acontecer comigo e com minha família. Garanto que com isso o senhor vai ficar famoso que só o capeta… Er… Só uma força de expressão, viu? O senhor vai ficar muito famoso depois dessa. As pessoas vão dizer: “O Deus de Israel? Pô, aquele lá é Todo-Poderoso!”. Já pensou, hein? Meus descendentes sempre no trono, e o povo aqui e em todo canto só com “Todo-Poderoso” pra cá, “Todo-Poderoso” pra lá… Vai ser uma beleza, Javé, você vai ver! Digo, o SENHOR vai ver! E para isso, basta que o senhor cumpra sua promessa. Uma bobagem, o senhor sempre cumpre suas promessas, eu sei. É por isso que eu lhe peço que abençoe meus descendentes, e que minha dinastia dure para sempre em Israel. Opa, foi isso mesmo que o senhor prometeu, né? E vai cumprir, não é mesmo? Claro que vai, o senhor é TODO-PODEROSO! Arre, égua! Amém!
Atrevido demais, o Davi. Com essa oração ele não só cobrava a Javé que cumprisse suas promessas, como ainda tinha a cara-de-pau de fazer ele mesmo promessas a Deus, no mais puro estilo “uma mão lava a outra”.

Posts aleatórios

Your ads will be inserted here by

Google Adsense.

Please go to the plugin admin page to set up your ad code.

Loading…

Your ads will be inserted here by

Google Adsense.

Please go to the plugin admin page to set up your ad code.

13 thoughts on “Promessas de Deus a Davi

  1. Reply Garcia Aug 25, 2004 09:39

    Mas era complicado esse Jeová, Hein? E eu não entendo porque ele achava que numa grande mansão não podia curtir seu baseado. Todo mundo sabe que esse pessoal que mora em mansões e mais mansões (a elite brasileira) toma é coisas piores ainda, em festas cheias de… digamos… “profetas”! Profeta, claro, é sinônimo de bicho muito doido na bíblia, todo mundo já sabe disso…

  2. Reply Rafa_El Aug 25, 2004 10:07

    A impressão que dá é que esses judeus fantasiaram a história toda… Haja Freud pra interpretar essas fantasias…

  3. Reply Rafa_El Aug 25, 2004 10:08

    Aí vem o Marcurélio e fantasia mais ainda. Tá pensando que é o Clóvis Bornay?

  4. Reply rootkit- Aug 25, 2004 10:22

    Nunca mais Javé pediu o SAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAANGUE de ninguém, tô sentindo falta disso :)

  5. Reply Muta Aug 25, 2004 10:25

    Haahaahaa!

    Finalmente um capítulo novo para alegrar o dia.

    E Javé fica a cada dia mais batuta… Definitivamente ele está tomando o papel principal na história.

    Opa, espere aí: já é dele o papel principal…

    T+

  6. Reply Márcia Aug 25, 2004 11:31

    Ah, que bom! E esse capítulo aí alegrou mesmo esse dia, aqui, de gripe. ;)

    Beijo, Marco.

  7. Reply Tandrilion Aug 25, 2004 11:33

    Pior de td é qdo Jesus disse que destruiria o templo e em três dias o reconstruiria… imagine o choque entre os judeus!

  8. Reply Guardião Aug 25, 2004 12:55

    Digníssimo cabeça de esmeril.

    Creio essas passagens mostram o lendário tino comercial semita,

    assim como aquela passagem em que Abraão negocia com Deus a cerca da destruição de Sodoma e Gomorra e aquela em que o Silvio Santos faz propaganda do Baú da felicidade.

    Beijundas!

  9. Reply Guardião Aug 25, 2004 12:55

    Digníssimo cabeça de esmeril.

    Creio essas passagens mostram o lendário tino comercial semita,

    assim como aquela passagem em que Abraão negocia com Deus a cerca da destruição de Sodoma e Gomorra e aquela em que o Silvio Santos faz propaganda do Baú da felicidade.

    Beijundas!

  10. Reply Walter Aug 25, 2004 13:13

    DE-US!

    DE-US!

    DE-US!

    DE-US!

    DE-US!

  11. Reply D.Nilda Aug 25, 2004 13:36

    Muuuuuuuuuuuuuuito bom!

  12. Reply Pequeno gnomo verde Aug 25, 2004 15:45

    “Israel viverá em paz daqui por diante.”

    Que lindo…

  13. Reply Dito Aug 25, 2004 21:43

    O seu Blog é muito bom! Se der dá uma passadinha no meu e comenta! T+

Diga aí!