Chega de Mensagens Edificantes 21

Bah, tô cansado de nego me mandando email dizendo que vou para o inferno e tal. Essa gente adora citar trechinhos da Bíblia, versículos, totalmente fora do contexto. E ainda acham que vale como argumento!
Pois bem, para esses hipócritas vai uma resposta bem ao estilo deles:

Então Judas, atirando para o templo as moedas de prata, retirou-se e foi se enforcar.
Disse Jesus: Vai, e faze da mesma maneira

Viram? Jesus mandou vocês se enforcarem! O que estão esperando?

HUMPF! 2

Hoje é dia de fazer o besta chorar…

Utilidade Pública 12

Então, hoje fui fazer o exame médico/psicotécnico pra autoescola. Nada de mais. O médico só descobriu que eu tenho pressão alta e que vou morrer feito a Vera Verão, de resto tudo bem. Mas ele (Dr. Miguel Villalon, argentino) estava falando um negócio para todo mundo que examinava, e achei interessante botar aqui.
Ele trabalha pelos hospitais da periferia e estava falando sobre a quantidade de crianças que sofrem acidentes em casa por motivos bestas. Muitas dessas crianças sofrem ferimentos graves, que deixam marcas por toda a vida. Outras, com menos sorte, morrem. O Dr. Villalon deu algumas recomendações a nós, e pediu que passássemos adiante. São providências simples, que muitos já conhecem, mas não custa nada reforçar:

— Ao cozinhar, coloque as panelas preferencialmente nas bocas de trás do fogão. E sempre com o cabo voltado para dentro. Todo mundo está cansado de ouvir histórias de crianças que sofrem queimaduras ao tombarem panelas.
— Quando for amamentar, a mãe deve permanecer em pé ou sentada. JAMAIS deitada. É assustador, segundo o médico, o número de crianças que morrem asfixiadas pelo peso do corpo de mães que pegam no sono
— Jamais deixar a criança com a mamadeira no berço. Muitas crianças morrem asfixiadas pelo próprio vômito.
— Depois de amamentar, espere a criança arrotar. Só então a deite no berço, DE LADO, com travesseiros de ambos os lados. Assim, se acontecer de a criança vomitar, o fará sem risco de asfixia.
— Se estiver dando banho na criança e tiver que sair por algum motivo (telefone, por exemplo), embrulhe a criança na toalha e leve junto. Nunca a deixe sozinha na banheira.
— Nunca deixe a criança sozinha no carro.
— Se a criança engasgar com alguma coisa, pegue-a pelas perninhas e a sacuda com energia de cabeça para baixo. Se não adiantar, gire a criança sobre sua cabeça NO SENTIDO HORÁRIO. Se ainda assim ela continuar engasgada, bata com a cabeça da criança na parede (ainda segurando pelas perninhas, como se fosse uma marreta).

Ok, ok. Essa última aí foi só para vocês não se esquecerem que isto aqui ainda é o Jesus, me chicoteia!. Mas o resto é sério. Divulguem.

Leis a respeito das impurezas do homem e da mulher 12

(Levítico 15)

— Porra, vamos trabalhar?
— Fi-finalmente, hein, Ja-Javé?
— Não olha pra mim assim. Culpa desse Chicoteia, que só sabe falar da tal festa. Mas até que foi bom, porque eu também não estava muito a fim de falar desse assunto. Tem uns lances aí de vocês que, sinceramente, me dão nojo.
— Ô, Javé. Nojo da gente?
— Claro! Claro! Cês são cheios de porqueiras, de excreções, argh!
— U-ué, n-não f-foi vo-você que fez a ge-gente a-assim?
— Sei de nada! Sei de nada! Só sei mesmo que essas coisas me dão nojo. Corrimento, por exemplo. Tem coisa mais desagradável? Então. Aí resolvi fazer leis para essas coisas também. Vão anotando: Um homem que tiver corrimento, ficará impuro, assim como a cama em que se deitar ou o lugar em que se sentar. Uma pessoa que tocar a cama do cara ou o lugar onde se sentou, ou encostar nele mesmo deverá lavar a roupa que estiver vestindo e tomar um banho, e ficará impura até o pôr-do-sol. O mesmo vale se o cara do corrimento cuspir em alguém.
— CUSPIR??? Pra que o cara ia cuspir em alguém, Javé?
— Sei lá! Cês são todos porcos, não duvido de nada! Melhor prevenir. E a mesma lei vale também para quem tocar em qualquer coisa que tenha estado em contato com o cara do corrimento.
— Cê n-não tá e-exagerando n-não, Ja-Javé?
— Exagerando, exagerando… É só isso que vocês sabem me dizer. Quero ver se eu afrouxar e depois estiver todo mundo aí com corrimento, o que é que vocês vão vir me dizer. HUMPF. Bom. Quando o homem sarar, esperará sete dias para se purificar. Ao oitavo dia, levará duas rolinhas ao sacerdote para serem sacrificadas. Percebem o simbolismo das rolinhas? Hã? Hã? ROLINHAS!
— Tá, Javé. Entendemos. Muito engraçado. Agora toca o barco.
— Ok, foi ruim mesmo. Deixa eu ver aqui o que vem em seguida… Hum… Ah, porra!
— Qu-que foi a-agora, Ja-Javé.
— Hã?
— Cê di-disse, “po-porra!”.
— Ah, não! A lei que vou passar agora é sobre isso: Um homem que melar a cueca deverá tomar um banho, e ficará impuro até o pôr-do-sol. A cueca e qualquer outra roupa que entrar em contato com o esperma deverá ser lavada, e também ficará impura pelo mesmo período. A mesma lei vale para quando um homem e uma mulher tiverem relações sexuais: Os dois tomam banho e ficam impuros até o fim da tarde. Anotaram tudo aí?
— Tu-tudo be-beleza.
— Então continuemos. Quando uma mulher menstruar, ficará impura enquanto durar a menstruação. Aquelas leis para as coisas ou pessoas que tiverem contato com o cara com corrimento valem também para mulher menstruada. Ao fim do período, ela esperará sete dias, e então levará duas rolinhas para serem sacrificadas pelo sacerdote. E é isso.
— Hum… Javé?
— Sim, Arão?
— Será que não dava para dar uma incrementada nessa lei aí não?
— Com assim?
— Eu tava aqui pensando… A gente podia isolar as mulheres uns dias antes de começar a menstruação. Pode até ser num lugar fora do acampamento, junto com os leprosos. Aí elas ficam por lá durante a TPM e todo o período das regras, e voltam depois, quando já estiverem normais. Quer dizer, isso se não pegarem lepra nem nada assim.
— Po-porra, A-Arão, b-boa i-idéia!
— Verdade, Arão. Excelente idéia.
— Você acha mesmo, Javé? Então podemos incluir aqui nas nossas anotações?
— Não.
— Não?
— Não.
— Por que não?
— Porque eu não tô aqui pra facilitar as coisas pra vocês, oras! Me divirto com o desespero de vocês quando as mulheres enlouquecem de repente!
— Filho da puta…
— Não reclama, vamos em frente.

Hã? 3

Acho que gastei todos os posts da semana nos dois últimos dias. Mas tenham paciência, capítulo novo saindo.

Humpf 9

Ainda vou entender por que certas pessoas gostam de escrever coisas sobre mim só pra me fazer chorar que nem um babaca…

Estate 18

Bom, já que meu inglês é uma merda mesmo, resolvi gravar uma música em italiano. Estate, que o João Gilberto vive gravando e cantando em shows. Para minha gravação, convidei uma linda garota que conheci no último fim-de-semana. Carioca, adorou São Paulo. E eu adorei a voz dela. Linda, linda.
Bah, chega de papo. Ouçam:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Cantem junto!!! Peguei a letra na Internet e minha querida Sherlem, brasileira que mora na Itália há dois anos, traduziu a letra para mim. Menina, vai pra você a música, bem ao estilo do João, que é pra matar saudades do Brasil.
Ah, a letra e a tradução:

Estate

Estate,
sei calda come i baci che ho perduto,
Sei piena di un amore che ho passato
E il cuore mio vorrebbe cancelare

Estate,
il sole che ogni giorno ci scaldava,
Che splendidi tramonti dipingeva
Adesso brucia solo con furore

E tornerà un altro inverno,
Cadranno mille petali di rose
La neve coprirà tutte le cose,
E forse un po di pace tornerà

L’estate,
che ha dato il suo profumo ad ogni fiore,
L’estate che ha creato il nostro amore
Per farmi poi morire di dolore

***

Verão

Verão,
és quente como os beijos que perdi,
és cheio de um amor que já passou
E que meu coração queria esquecer

Verão,
o sol que todos os dias nos aquecia,
que esplêndidos crepúsculos coloria
E que agora me queima com agressividade

E chegará outro inverno,
cairão milhares de pétalas de rosas
A neve cobrirá todas as coisas,
e talvez um pouco de paz trará

O verão,
que doou seu perfume a diversas flores,
o verão que criou nosso amor
Para depois me fazer morrer de dor