O nascimento de Isaque (ou: Quem pariu Risadinha que o embale)

Isaque demorava pra nascer, os patrocinadores cobravam, a audiência caía, boatos de “cabeças vão rolar” espalhavam-se incontroláveis pela emissora celeste. Vendo tudo isso, deus resolveu que era hora de interferir de forma mais contundente e desceu à terra para falar com Abraão. Imaginem, Abraão já com cem anos, e desde jovem falando com deus cara-a-cara. A essa altura, nem ia receber o cara na porta, só gritava “Entra, porra!” e continuava sentado. E deus, que também já não era mais de muita cerimônia com Abraão, foi entrando.
— Repare na bagunça não, senhor.
— Queisso, Abraão? Lá em casa é pior.
— Pois então sinta-se à vontade. Que é que manda, seu deus?
— Abraão, tá foda de segurar esse negócio do nascimento do seu filho. Eu sei que é duro e tal, mas cê vai ter que encarar a Dercy, digo, a Sara. Se o moleque não nascer logo eu vou à falência.
— Ah, deus, pega leve. Olha o estado da patroa, não dá mais não…
— Porra, Abraão, que que eu não fiz por você? Cê é rico, poderoso, amigo do rei, fala comigo de igual pra igual. O que custa cê fazer um favor pra mim, véio?
— Tá bom, beleza. Hoje à noite eu tento fazer o serviço. Mas não garanto nada, hein? Na minha idade já é quase impossível conseguir, ainda mais com uma mulher nessa situação, noventa anos de idade. E o Viagra nem foi inventado ainda.
— Vai lá, Abraão, seu esforço será recompensado.
E foi assim que, pela segunda vez em sua história, as Pegadinhas de Jeová transmitiram ao vivo a cena patética de pessoas idosas fazendo sexo. Este blog, no entanto, tem seus pudores, e não vai apelar em nome da audiência. Vocês podem muito bem imaginar a cena tosca. O importante é saber que Abraão fechou os olhos, pensou na grande-nação-da-qual-ele-seria-o-pai-segundo-a-promessa-divina (não dava pra pensar no Brasil, né?) e cumpriu seu papel.
Nove meses depois nasceu Isaque, cujo nome, todos se lembram, significa “riso”, porque tanto Abraão quanto Sara riram quando deus disse que eles teriam um filho àquela altura do campeonato. Quando estava com oito dias de vida, foi circuncidado. E no dia em que o menino foi desmamado (foi cedo, o moleque enjoou logo das tetas murchas de Sara) Abraão deu uma grande festa. Tudo certo, tudo lindo, família feliz e unida, certo? Ah, vocês não contavam com o talento de Sara para arrumar encrenca… Mas é uma história que fica para o próximo post.

Posts aleatórios

Loading…

Diga aí!